Cuidado, a sua pro-atividade poderá ser punida

Como é engraçado como as pessoas acabam te punindo pela sua pró-atividade. Hoje eu vou te contar uma história que passei morando na Europa e dentro de um empresa que nunca pensei que iria passar.

Eu fui contratado como Desenvolvedor Sênior de Software em C# com contrato de trabalho e todas as depesas de viagem pagas para morar na Europa, até então estava tudo bem até o momento em que conheço a minha equipe de trabalho, conheço o gerente geral e o gerente da equipe.

A empresa trabalhava com microserviço usando o Azure da Microsoft mas para enviar e receber mensagem era utilizado o Kafka. Todas as mensagens eram enviadas de forma criptografada onde o microserviço era responsável por retirar a criptografia para ler a mensagem e executar o que precisava executar.

Logo quando entrei na equipe e comecei a ter tarefas para fazer eu percebi que as pessoas ficavam programando no escuro, aquela programação que não faz vários testes no envio da mensagem porque está criptografada e não tem nenhuma ferramenta para enviar e debugar. Então depois de programar, eu tinha que usar já uma mensagem pronta no arquivo txt, importar na ferramenta Kafka e esperar a boa vontade para ver se o meu serviço ia pegar a mensagem e processar. Para mim, isso demorava muito e quando o meu microserviço precisava enviar a mensagem para outro microserviço, eu tinha que abrir o Kafka novamente, salvar a mensagem localmente para analisar o que estava sendo enviado e isso levava bastante tempo também.

A minha ideia começou quando eu tive esses problemas com mensagens indo e vindo. Conversei com algumas pessoas da empresa, inclusive com o tester e todos faziam a mesma coisa, gastavam horas e horas para testar uma coisa simples como um envio e recebimento de mensagem. Como a empresa não permitia a criação de um site interno por funcionário, então depois de muito projetar eu resolvi criar um aplicativo desktop que era capaz de ler e enviar mensagens com apenas um clique, para a fila que eu precisasse, para o servidor que eu apontasse e de forma criptografada. O sistema já mostrava para o testador as mensagens recebidas e enviadas retirando a criptografia. Então o que era horas de teste, começou a ser minutos de verificação. E o melhor, o sistema funcionava no sistema operacional Windows, Linux e MacOs.

Para fazer esse sistema, eu passei 5 dias na hora do meu almo√ßo projetando e programando o sistema da forma mais simples e documentada poss√≠vel. At√© porque isso ia facilitar o meu trabalho e o trabalho de quem ia testar o que eu fiz de forma integrada com outros microservi√ßos. Conversando com o tester da minha equipe, ele pediu para que eu fizesse dentro do sistema uma funcionalidade que enviasse quantas mensagens que quisesse para ver o comportamento do microservi√ßo, ent√£o acabei acrescentando essa parte onde o testador colocava as informa√ß√Ķes de enviar 5000 mensagens para a fila tal e para o servidor tal. Com o layout funcional e de simples execu√ß√£o, resolvi mostrar isso ao meu gerente e ao gerente geral na nossa reuni√£o de equipe.

Sabe o que aconteceu?

Eu comecei a mostrar o sistema e falar o quanto a equipe está produtiva com esse sistema que com pequenos cliques fazia o que pessoas ficavam fazendo em horas de trabalho mas a primeira coisa que o meu gerente geral perguntou foi: - que horas você fez esse sistema? - quem te pediu para fazer esse sistema?

Eu expliquei que fiz no meu horário de almoço para não atrabalhar o meu trabalho normal e nem as tarefas que eu precisava fazer, mas mesmo assim eu ficou insistindo nas perguntas. Eu simplesmente sai da reunião me sentindo um derrotado por fazer algo bom para as outras pessoas.

Uma dica

Nunca se sinta um derrotado por fazer algo bom para as outras pessoas, não deixe que isso aconteça contigo igual aconteceu comigo.

Aconteceu

Aconteceu que coloquei o código fonte aberto dentro do Git da empresa explicando como o sistema funcionava para que qualquer pessoa pudesse usar, não fiz divulgação nenhuma sobre isso e não falei a ninguém. Para não perder tempo de vida com mensagens o tester da minha equipe e eu usávamos o sistema e ficamos bem produtivos em cada funcionalidade. Os erros de envio de mensagem dentro do nosso sistema reduziu a zero inclusive.

O meu gerente de equipe começou a me perseguir e a encrencar com os códigos que eu desenvolvia, o gerente geral começou a ficar de olho na minha produtividade e entregas. No final do semestre, os dois decidiram a não me dar gratificação nenhuma baseado na justificativa deles, pessoas negativas e que só viam problemas em toda e qualquer melhoria proposta.

Pandemia

A pandemia veio e então comecei a trabalhar de casa 100% do tempo e eu percebi que aquele país não era mais para mim. Como a minha equipe tinham pessoas que era da Inglaterra, o pessoal só falava Inglês. Eu não tinha medo de falar Inglês e ao mesmo tempo nunca tinha estudado na minha vida essa língua. Os meus gerentes falavam que o meu Inglês era uma "porcaria" e que eu nunca iria aprender.

Resultado, vendi tudo o que eu tinha naquele país preparei as minha malas e fiz o que era necessário fazer para me mundar para os Estados Unidos da América já que eu tinha o Green Card em mãos... mas essa é uma outra história para contar aqui a vocês que trabalham com tecnologia e desenvolvimento de software.

Mensagem final

Antes de sair da empresa eu fiquei recebendo um monte de mensagem de pessoas usando o software que eu fiz, todos estavam agradecendo pelo fato de n√£o perder mais tempo com a parte de mensageiria.

Se você não é valorizado na equipe ou na empresa onde você trabalha, como eu era, comece a ter atitudes para que essa situação mude. Procure estudar, procure aprender mais porque a educação pode fazer você mudar de vida e te colocar no patamar onde você nunca tinha pensado antes. Hoje em dia, todos continuam lá do mesmo jeito e ganhando a mesma coisa, quem mudou nessa história foi "eu" para um lugar bem melhor graças a Deus e a minha perseverança de querer compartilhar e fazer algo para melhorar a vida das pessoas ao meu redor.

Espero que tenha gostado e qualquer coisa pode entrar em contato comigo pelo meu site www.mauriciojunior.net.