Tutorial de TCP/IP – Parte 26 – Criando Registros


Introdução:

 

Prezados leitores, esta √© a sexta parte, desta segunda etapa dos tutoriais de TCP/IP. As partes de 01 a 20, constituem o m√≥dulo que eu classifiquei como Introdu√ß√£o ao TCP/IP. O objetivo do primeiro m√≥dulo foi apresentar o TCP/IP, mostrar como √© o funcionamento dos servi√ßos b√°sicos, tais como endere√ßamento IP e Roteamento e fazer uma apresenta√ß√£o dos servi√ßos relacionados ao TCP/IP, tais como DNS, DHCP, WINS, RRAS, IPSec, Certificados Digitais, ICS, compartilhamento da conex√£o Internet e NAT. Nesta segunda parte da s√©rie, que ir√° da parte 20 at√© a parte 40 ou 50, apresentarei as a√ß√Ķes pr√°ticas, relacionadas com os servi√ßos DNS, DHCP e WINS.

 

 

Para um curso completo sobre a instalação e Administração do DNS,no Windows 2000 Server, consulte, um dos livros indicados a seguir.

LIVRO IMPRESSO

MANUAL DE ESTUDOS PARA O EXAME 70-217 ‚Äď 752 p√°ginas

Um curso completo de Active Directory no Windows 2000 Server

E-BOOK EM FORMATO PDF

MANUAL DE ESTUDOS PARA O EXAME 70-216 ‚Äď 712 p√°ginas

Aprenda sobre o DNS, DHCP, WINS, RRAS, Roteamento, IPSEc, etc.

 

Nesta parte desta segunda s√©rie de tutoriais, darei continuidade a parte pr√°tica de Administra√ß√£o do DNS,no Windows 2000 Server. Voc√™ aprender√° sobre a cria√ß√£o de registros em uma zona do DNS. Os registros √© que cont√©m as informa√ß√Ķes do banco de dados do DNS. Por exemplo, um registro do tipo A, cont√©m um nome e o n√ļmero IP associado ao nome.

 

 

Criando registros em uma zona

 

Muito bem, você já aprendeu a criar uma zona primária e uma zona reversa. Agora é hora de aprender a criar registros em uma zona do DNS. Neste item, através de um exemplo prático, você aprenderá a verificar e alterar o registro SOA de uma zona direta, o qual é criado automaticamente quando a zona é criada e também aprenderá a criar registros em uma zona.

 

Para acessar o registro SOA de uma zona, siga os passos indicados a seguir:

1. Faça o logon como administrador ou com uma conta com permissão de administrador.

2. Abra o console DNS: Iniciar -> Programas -> Ferramentas Administrativas -> DNS.

3. Será exibido o console DNS. Clique no sinal de + ao lado da opção Zonas de pesquisa direta.

4. Ser√£o exibidas as zonas de pesquisa direta existentes no servidor.

5. Clique com o bot√£o direito do mouse na zona xyz.com.br criada anteriormente ou na zona na qual voc√™ deseja criar um registro. No menu de op√ß√Ķes que √© exibido clique na op√ß√£o Propriedades.

6. Será exibida a janela de propriedades para a zona xyz.com.br. Clique na guia Início de autoridade (Start of Authority (SOA)).

 

Nota: N√£o posso deixar de registrar os meus mais sinceros e veementes protestos contra a tradu√ß√£o que √© feita. Traduzir Start of Authority por In√≠cio de autoridade, pode at√© ser correto pelo idioma, mas tecnicamente √© uma l√°stima ou algum administrador DNS saber√° o que √© o registro In√≠cio de autoridade? Agora n√£o tem um √ļnico administrador DNS que n√£o saberia informar o que √© o registro Start of Authority. Estas quest√Ķes deviam ser seriamente levadas em considera√ß√£o na hora de fazer as tradu√ß√Ķes.

 

7. Ser√° exibida a guia com os valores para os campos do registro SOA, da zona xyz.com.br, conforme indicado na Figura a seguir:

 


Figura - O registro SOA para o domínio xyz.com.br

8. Estes são os valores padrão, definidos pelo assistente de criação da zona direta de pesquisa. A seguir descrevo, em detalhes, os campos do registro SOA:

  • N√ļmero de s√©rie: Este campo exibe o n√ļmero serial do registro SOA. √Č como se fosse um n√ļmero de vers√£o do registro (que na verdade representa uma vers√£o para a zona como um todo). Cada vez que a zona √© alterada (o que ocorre quando qualquer um dos seus registros √© alterado, quando novos registros s√£o adicionados ou exclu√≠dos), este n√ļmero tem o seu valor aumentado por um incremento de 1, indicando que existe uma nova vers√£o da zona. Este n√ļmero √© verificado pelos servidores DNS, periodicamente e comparado com o n√ļmero serial das zonas secund√°rias. Se o n√ļmero da zona secund√°ria for menor do que o da zona prim√°ria, isso indica que existem altera√ß√Ķes na zona prim√°ria, altera√ß√Ķes estas que devem ser replicadas para a zona secund√°ria, para manter a zona secund√°ria atualizada. O adminstrador pode clicar no bot√£o Incrementar, para manualmente aumentar o valor deste n√ļmero, mesmo que n√£o tenha havido altera√ß√Ķes na zona prim√°ria.
  • Servidor prim√°rio: Cont√©m o nome do servidor que cont√©m a zona prim√°ria, isto √©, a c√≥pia da zona que pode ser alterada. Lembrando que existe somente uma zona prim√°ria, a qual pode ser alterada, pode ter registros adicionados, exclu√≠dos e editados. Podem existir c√≥pias da zona prim√°rias em outros servidores DNS. Estas c√≥pias s√£o denominadas Zonas secund√°rias e n√£o podem ser alteradas.
  • Respons√°vel: O email do respons√°vel pela administra√ß√£o da zona. O endere√ßo de email utiliza o ponto ao inv√©s do sinal de @. Por exemplo, o email: julio@abc.com √© digitado neste campo como julio.abc.com.
  • Intervalo de atualiza√ß√£o: Define o intervalo para que o servidor DNS verifique se os dados nas zonas secund√°rias est√£o atualizados. Se os dados n√£o estiverem atualizados, o servidor onde est√° a zona prim√°ria, ir√° ‚Äúnotificar‚ÄĚ o servidor onde est√° a zona secund√°ria que existem altera√ß√Ķes. O servidor da zona secund√°ria ira puxar (pull) as altera√ß√Ķes para deixar a zona secund√°ria sincronizada com a zona prim√°ria. Somente as altera√ß√Ķes ser√£o replicadas e n√£o todo o conte√ļdo da zona. O valor padr√£o para novas zonas √© 15 minutos.
  • Intervalo de repeti√ß√£o: Se o servidor DNS n√£o conseguir atualizar a zona secund√°ria no tempo especificado no campo Refresh interval, uma nova tentativa ser√° feita no tempo definido no campo Intervalo de repeti√ß√£o. O valor padr√£o para novas zonas √© 10 minutos.
  • Expira ap√≥s: Determina o tempo que as informa√ß√Ķes ser√£o mantidas nas zonas secund√°rias, sem que tenha sido poss√≠vel fazer uma sincroniza√ß√£o com a zona prim√°ria. O padr√£o √© 24 horas. Isso significa que se dentro de um per√≠odo de 24 horas n√£o for poss√≠vel fazer uma sincroniza√ß√£o de uma zona secund√°ria com a zona prim√°ria, os dados da zona secund√°ria ir√£o expirar e n√£o poder√£o mais ser utilizados para resolu√ß√£o de nomes. Este par√Ęmetro evita que valores desatualizados continuem sendo utilizados nas zonas secund√°rias em caso de impossibilidade de sincroniza√ß√£o com a zona prim√°ria.
  • Tempo de vida m√≠nimo (padr√£o): Determina o TTL m√≠nimo para os registros da zona. Este valor √© utilizado quando um registro da zona √© acessado por um servidor DNS remoto. O servidor DNS que acessou o registro, ir√° mant√™-lo em seu cache pelo per√≠odo definido neste par√Ęmetro. Por exemplo, suponha que voc√™ est√° na sua empresa (abc.com) e tenta acessar o site da Microsoft: www.microsoft.com. Usando o processo de recurs√£o, o servidor da microsoft responde com o endere√ßo IP associado ao nome www.microsoft.com. Estas informa√ß√Ķes ficar√£o no cache do servidor DNS da empresa abc.com, pelo per√≠odo definido no par√Ęmetro TTL da zona microsoft.com, do servidor DNS da Microsoft.
  • Tempo de vida para este registro: Permite que seja definido um TTL espec√≠fico para o registro SOA, que pode ser diferente do TTL padr√£o definido para os demais registros da zona.

9. Ap√≥s ter feito as altera√ß√Ķes desejadas clique em OK para fechar a janela de propriedades da zona.

 

 

Criando novos registros em uma zona do DNS

 

Para criar novos registros em uma zona, siga os passos indicados a seguir:

 

1. Faça o logon como administrador ou com uma conta com permissão de administrador.

 

2. Abra o console DNS: Iniciar -> Programas -> Ferramentas Administrativas -> DNS.

 

3. Será exibido o console DNS. Clique no sinal de + ao lado da opção Zonas de pesquisa direta se você quiser criar um registro em uma zona direta ou no sinal de + ao lado da opção Zonas de pesquisa inversa, se você deseja criar um registro em uma zona inversa.

 

4. Serão exibidas as zonas da opção selecioanda.

 

5. Clique com o bot√£o direito do mouse na zona onde voc√™ deseja criar o registro. Observe, no menu que √© exibido, que j√° existem op√ß√Ķes diretamente para criar os tipos de registros mais utilizados:

  • Novo Host ... , para criar um registro do tipo A.
  • Novo Alias ... , para criar um novo registro do tipo CNAME.
  • New Servidor de mensagens ... , para criar um novo registro do tipo MX.
  • Outros novos registros... , para criar qualquer tipo de registro, inclusive um dos tr√™s tipos anteriores.

A título de exemplo você irá criar dois novos tipos de registro em uma zona direta: um registro do tipo A e outro do tipo HINFO.

 

6. Clique com o bot√£o direito do mouse em uma zona de pesquisa direta, onde o registro ser√° criado.

 

7. No menu de op√ß√Ķes que √© exibido clique na op√ß√£o Novo host...

 

8. Ser√° exibida a janela Novo Host. Digite o nome e o endere√ßo IP associado, conforme exemplo da Figura a seguir. √Č importante salientar que voc√™ deve digitar apenas o host name (primeira parte do nome). O pr√≥prio DNS completa o nome (no campo Full qualified domain name), anexando o nome da zona ao nome de host.

 


Figura - Criando um registro do tipo A.

 

9. Nesta janela voc√™ tamb√©m tem a op√ß√£o ‚ÄúCriar registro de ponteiro associado (PTR)‚ÄĚ. Se voc√™ marcar esta op√ß√£o ser√° criado um registro do tipo PTR na zona inversa correspondente. Esse registro permitir√° a resolu√ß√£o inversa, ou seja, dado o n√ļmero IP ser√° retornado o nome associado com o n√ļmero IP.

 

10. Defina as op√ß√Ķes desejadas e clique em Adicionar Host. A janela Novo Host continua aberta. Clique em Conclu√≠do para fech√°-la.

 

11. Pronto, o registro do tipo A foi criado, conforme indicado na Figura a seguir:


Figura - Registro do tipo A, recém criado.

 

12. Agora vamos criar um registro do tipo HINFO.

 

13. Clique com o bot√£o direito do mouse na zona de pesquisa direta, onde o registro HINFO ser√° criado.

 

14. No menu de op√ß√Ķes que √© exibido clique na op√ß√£o Outros novos registros...

 

15. Ser√° exibida a janela Tipo de registro de recurso. Na lista de tipos de registro clique na op√ß√£o Informa√ß√Ķes sobre o host, conforme ilustrado na Figura a seguir:

 


Figura - Criando um novo registro do tipo HINFO.

 

16. Clique no bot√£o Criar registro...

 

17. Ser√° aberta a janela para voc√™ inserir as informa√ß√Ķes sobre o registro HINFO. Defina as informa√ß√Ķes, conforme exemplo da Figura a seguir:

 


Figura - Definindo informa√ß√Ķes para o registro HINFO.

 

18. Clique em OK. O registro do tipo HINFO será criado e você estará de volta à janela Tipo de registro de recurso. Clique em Concluído para fechar esta janela.

 

19. O registro do tipo HINFO já é exibido no console DNS, conforme indicado na

 

Figura a seguir:

 


Figura - Registro do tipo HINFO, recém criado.

 

20. Feche o console do DNS.

 

Conclus√£o

Muito bem, agora você já sabe criar zonas diretas e inversas e também aprendeu a criar registros em uma zona. O próximo passo é aprender a configurar as propriedades de uma zona e as propriedades do servidor DNS. Mas isso já é assunto para as próximas partes deste tutorial.